Seja intencional. Casa Cubo de cara nova!

Seja intencional!
Do contrário, nem levante a caneta.

Porque nossa marca mudou


Ana Araújo | Idealizadora e facilitadora de Comunicação na Casa Cubo

Minha mãe já bem dizia para nós cinco lá de casa: “se não for fazer bem feito, melhor nem fazer”. Precisei até de um empurrãozinho da neurorreprogramação para acelerar as entregas e ter ao menos 10% da crença de que “feito é melhor que perfeito”. Mas educação de berço, meus amigos, é estrutural, e hoje agradeço muito à minha mãe por isso. Acredito ser essa a sementinha que me faz colocar muito de mim em cada entrega, que me fez colocar muito de mim na Casa Cubo, e que hoje nos move a sermos INTENCIONAIS em cada ação.

A palavra “intencional” estava me perseguindo, ou eu a perseguindo, vai saber, já havia algum tempinho. Volta e meia a gente se esbarrava, ficava num flerte e então seguia adiante.

Nosso primeiro encontro seria para transformar as 24 horas do dia de uma mãe em 48. Mas não, este post não é sobre produtividade materna – apesar de eu ter enredo para um workshop sobre o assunto. Apesar de a palavra intencional resumir o esforço das mães em dividir o dia em pequenas frações e infinitas listas de afazeres, para ser focada e cumprir com êxito aquela infinidade de tarefas rumo a cumprir com seus objetivos e ainda se dedicar a seus pequenininhos, eu ainda não havia feito esse enlace perfeito do significante com essa aplicação maravilhosa.

O fato é que a Brené Brown também me perseguiu, kkkk (no sentido LinkedInAds de perseguição). E, no encadeado das coisas incríveis do universo, encontrei-me aleatoriamente com essa palavra. Recentemente havia visto este TEDTalk  (desses que nos aparecem “aleatoriamente” com sugestão no LinkedIn – melhor lugar para anunciar com 99% de audiência e 1% de produtores de conteúdo) incrível dessa senhora simplesmente maravilhosa que eu quero ser quando crescer e que levanta qualquer um da cadeira, quando havia colocado uns vídeos sobre maternidade para passar no Youtube da tevê do meu quarto enquanto guardava as roupas passadas – mamães multitarefas. Vi a youtuber Flávia Calina mencionar um podcast que tinha escutado da tal Brené Brown DE NOVO com o Dr. Vivek Murthy que obviamente sugou toda a minha atenção no mesmo instante “Como assim, ela está falando da minha Brené” e sobre a necessidade de sermos INTENCIONAIS com nossas crianças? BUMMM! Nem dormi direito essa noite! Achei minha palavra! Minha palavra-gatilho.

A palavra “intencional” veio para amarrar várias pontas soltas na minha trajetória pessoal e isso perpassa a Casa Cubo, que não é só minha, mas que carrega esse meu DNA inquieto e criativo.

Joguei a ideia para meu “sócio-marido” e colaboradores, que compraram a ideia, deram suas contribuições e aplicamos a nós uma FAXINA INTENCIONAL: 10% inspiração, 90% transpiração!

NOSSO REPOSICIONAMENTO

Comunicação não é restaurante nem lanchonete. Demoramos a entender esse gap, mas entendemos! 80% do trabalho de otimizar a entrega e o investimento do cliente está no atendimento inicial. E, com a adoção do propósito de ajudar o pequeno e o microempresário neste período de crise para #crescermosjuntos, com todo o nosso conhecimento, para, com o que temos, ver como poderíamos entregar ainda mais, surgiu nosso novo posicionamento:

FACILITAR ELOS ENTRE MARCAS E FÃS

Diferentemente de alguns serviços, em que o cliente sabe o que quer, na comunicação, 80% do insucesso se encontra no fato de o cliente achar que sabe o que quer, vir com um briefing ou necessidade específica, mas não fornecer a visão do todo para que o profissional da comunicação aponte uma solução mais assertiva.

Exemplo disso são investimentos altos em criação de marcas ou sites que ainda não estão aptas para o mercado. Ou um folder off-line caríssimo, quando uma campanha Facebook ou GoogleAds daria o dobro de retorno (ou o contrário). Ou um cartão de visitas, quando um carimbo num saco de pão seria mais efetivo. E por aí vai…

Para auxiliar os clientes – e auxiliar micro e pequenos empresários a alavancarem seus negócios DE VERDADE no mundo Pós Pandemia na realização de investimentos mais assertivos – a Casa Cubo desenvolveu uma consultoria inicial SUPERCOMPLETA e acessível, com análise e estudo de branding e entrega de uma estratégia de comunicação para sua marca que constitui a entrada recomendada antes de qualquer ação de comunicação que venha a realizar conosco ou com empresa parceira.

 

Faça o teste e confira se seu

Com a consultoria SEJA INTENCIONAL – PRIMEIROS PASSOS, você sairá munido:

  • do relatório de estudo do seu segmento;
  • do posicionamento sugerido para sua marca;
  • do mapa de estratégia para a comunicação da sua marca.

Ainda, se voltássemos à analogia do restaurante, acredito que estaríamos mais próximos de uma analogia de um hospital ou laboratório farmacêutico. Mostre-me sua dor, ou melhor, vamos juntos achar a dor do seu público, ver se o remédio que você tem a oferecer é bom e o que eles estão dizendo sobre o seu remédio e dar uma olhadinha nos remédios dos laboratórios concorrentes para então fecharmos a sua estratégia e você investir com mais segurança na comunicação da sua marca.

Segue a corrente, mas não robotiza.

Se nem nosso público segue mais a lógica do “target ideal” de estar cada um na sua caixinha seguindo um comportamento padrão estão aí Netflix e Spotify com big datas nos dando um show sobre perfil comportamental do consumidor  quem somos nós para nos rotularmos numa caixinha padrão do mercado?

Nossa entrega é simples. Facilitamos a criação de elos reais entre marcas e fãs. Para fazer isso, temos que apresentar aos nossos clientes soluções da forma mais fácil possível. No mais, deixamos o marketês para usarmos dentro de casa porque sabemos que os clientes já têm muito com o que engajar seus neurônios cuidando do seu negócio.

Não existe fórmula mágica. Existe pesquisa e estudo prévio. Não existe padrão de identidade ideal. Existe branding e a essência que dá vida a cada negócio. Existe ciência na nossa entrega, mas antes há diálogo. Existem métricas, dados, ferramentas e mais ferramentas, que, sem uma interpretação simples e direta ao ponto, não servirão de nada ao objetivo daquele que nos procura para facilitarmos o cotidiano dele. Existe nosso compromisso de parceria para, no que depender da comunicação, ajudar você a crescer de verdade.

Mas tudo começa com uma boa conversa.

Obrigada por me acompanhar até aqui.

Abraço de verdade,

Ana Araújo.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Teste se seu negócio está pronto ou ainda se para o seu mercado HOJE.

É rápido, não toma nem 5 minutos!

Obrigado por ter feito o teste!

Retornaremos no seu e-mail a resultado